Postagens

Mostrando postagens de 2014

Editorial para 2015: seja Luz

Imagem
Nestes tempos sombrios , é hora de irradiar nossa luz interior. Mostrar pra nós mesmos que podemos mais e que somos muito melhores do que imaginamos. É hora de admitir nossos defeitos, nossas falhas e esquecer um pouco os outros e seus defeitos. E irmos além do que achamos que podemos. A proposta pro blog neste ano é trabalhar com os assuntos mais luminosos possíveis, deixando as coisas tristes de lado - afinal, já temos tristeza demais no mundo. Sobretudo trabalhar nossa luz interior, que está sob escombros e entulhos da nossa vida. Que tal uma faxina? Vejo as pessoas reclamando muito dos problemas. Mas muito mesmo, que até cansa! Indo além dos próprios problemas, as pessoas adoram reclamar dos problemas dos outros, dos problemas da sociedade como um todo. E não conseguem perceber algo primordial: nós causamos nossos próprios problemas. Se nossa vida está assim, se a sociedade é assim, é porque somos assim, nós escolhemos isso. Não vou ficar martelando isso na sua cabeça, até porqu

Capricho

Imagem
Evangelho de Lindisfarne, digitalizado pela British Library, fólio 2v. Lembra quando eu falei sobre produtividade ? Naquele post eu sugeri focar na qualidade ao invés da quantidade. E eu fui percebendo ao longo dos dias como deixamos de fazer as coisas com capricho - sabe, com aqueles detalhes que fazem toda a diferença e que dão aquela satisfação ao final. Fazer é uma coisa, mas fazer com capricho... Tem horas que a vida nos dá presentes assim: bem feitos, sob medida para as situações. Nem sempre estamos abertos para isso - normal, estamos quase automáticos, pulamos os momentos da vida como se pudéssemos voltar atrás depois. Se cada momento fosse vivido com esmero, com capricho , todos valeriam a pena - até os piores. A graça de viver está nos detalhes - detalhes definem tudo . Os acasos (que não são acasos, diga-se de passagem) acontecem conforme estamos. Se estamos bem, atraímos coisas boas, se estamos mau, atraímos a mesma coisa. Por isso que quando estamos atrasados mais co

Sorria!

Imagem
Happy Smile Text, por Dawn Hudson Hoje em dia as pessoas fazem muita cara feia! Cara amarrada, cara fechada. Na moral, isso me assusta! De início eu pensei que era algum tipo de preconceito não detectado . Nessa moda de que todo mundo tem preconceito com todo mundo, até pensei que fosse algo do gênero, mas não é: simplesmente as pessoas se recusam a sorrir, vivem de mal humor o tempo todo. É tão constante que quando uma risada escapa, ops, fecham a boca como se fosse um bocejo ou um arroto. Pensava que era preconceito porque hoje em dia tudo é considerado atitude preconceituosa. Então eu pensava que qualquer atitude que eu tinha na rua era vista como algo negativo. Por mais que eu tomasse cuidado ou fosse educada, aquelas caras fechadas continuavam. E como uma cara feia incomoda! Parece que você fez algo errado, ou que você não é bem vindo. E aos poucos fui percebendo que o problema estava no meu sorriso: eu sempre levo comigo um sorriso nos lábios (claro que não dá o tempo todo po

Dinheiro pelo Dinheiro

Imagem
Money Background, por George Hodan Vejo as pessoas juntarem dinheiro apenas por juntar. Não estou falando de juntar objetos, papéis, coisas materiais, mas de juntar dinheiro apenas para ter dinheiro. Até entendo que é necessário ter um fundo de reserva para algum problema no futuro, mas deixar uma quantidade exagerada de dinheiro em detrimento dos próprios sonhos, por nenhum motivo aparente é algo perto do doentio. Trabalha-se exageradamente hoje em dia. E olha que o fenômeno da hora extra está desaparecendo aos poucos, já que os empregadores não possuem mais dinheiro (ou não querem gastar dinheiro?) para pagar os excessos de seus funcionários. Se antes era produtivo pagar um extra pelas horas a mais, agora tornou-se prejuízo das empresas manterem seus funcionários além do expediente. Aí criou-se o banco de horas: trabalha mais em um dia para trabalhar menos em outro. Mais "prejuízos": naquele dia em que mais se precisa, a pessoa tira uma folga, ou sai mais cedo. Afinal,

Ame seu dinheiro

Imagem
Você tem um trabalho e recebe por isso. O dinheiro é uma representação do resultado do esforço do seu trabalho. Se antigamente o que você produzia era trocado pelo que você precisava, hoje em dia o que você produz é trocado por algo que lhe permita adquirir o que você quer e precisa. Basicamente é isso, e independente de você estar satisfeito ou não, é seu e você precisa aprender a valorizá-lo. Making Change, por Adrian Paulino Uma observação importante: você realmente está insatisfeito com seu salário? Quero começar com este questionamento porque eu recebo relativamente pouco e faço muita coisa com meu dinheiro - e ainda sobra! Vejo pessoas receberem bem mais do que eu e estarem atoladas em dívidas, e outras tantas que só querem saber de aumentos (mas não sabem me responder quando questiono o que vão fazer com esse dinheiro a mais). Eu sei que ganhar um dinheirinho a mais é bom, mas isso não ocorre com frequência, o que leva à reflexão de aprender a valorizar o que tem, sem se im

Como lidar com a Raiva

Imagem
Se você veio aqui procurando uma receita de bolo, uma dica de relaxamento, ou apenas palavras confortáveis, creio que não irá gostar deste post. Porque lidar com a raiva requer muito trabalho . Você vai literalmente ignorar a raiva, porque esta é incontrolável. Esqueça todos os depoimentos de pessoas que usam a energia da raiva para fazer algo para mudar as próprias vidas. A raiva é uma energia cega e destrutiva, então enquanto você pensa que está fazendo algo de bom com a raiva, na verdade você está cavando sua própria ruína. Depois do ataque de raiva (ou fúria) sempre há aquela sensação de exaustão. E o arrependimento. E o ciclo recomeça. Quando você alimenta a raiva, você tira de si sua própria força para mudar a vida, e não consegue quebrar este ciclo. Eu mesma já passei por essa experiência, e tentei muitos métodos para me "acalmar" - sem resultado. Claro que cada caso é um caso , e muitas pessoas podem discordar do que estou dizendo - e mesmo atestar a eficácia de mé

Partindo para a Ignorância

Imagem
Resolvi partir para a ignorância, de uma forma única, porém não original: ignorar tudo que nada adiciona a minha vida, principalmente coisas negativas. Se eu for levar em conta cada besteira que as pessoas falam ou fazem, acabo surtando. E muitos devem surtar por aí, cometendo crimes e outras atrocidades. Minha experiência pessoal resume-se a surtos de raiva a partir do segundo ano da faculdade, que ficaram intensos no terceiro. Procurei tratamento, e os surtos diminuíram. Durante o tratamento, aprendi a lidar com a opinião alheia; aliás, ainda estou aprendendo. E quanto mais vou aprendendo, mais vou percebendo o quanto as pessoas não sabem lidar umas com as outras. Então eu aprendi a lidar com a minha raiva , e percebi que uma grande fonte dela é o excesso de informações que absorvemos ao longo dos dias, cuja maioria geralmente é desagradável e pessimista. Cortei a maior parte deste mal pela raiz: parei de assistir televisão. Não sinto falta dela, não me sinto desinformada, muito me

O Estranho Thomas

Imagem
Um cozinheiro de uma lanchonete em uma pequena cidade norte-americana tem o estranho dom de ver e se comunicar com os mortos e seres das sombras, e usa sua habilidade para resolver crimes e evitar catástrofes. Com o apoio de sua namorada, Stormy, Thomas tenta evitar que um massacre se abata sobre sua cidadezinha, investigando por conta própria um estranho morador, cercado por seres sedentos de sangue. Depois de tanta insistência, lá fui eu ver o filme. Não é grande coisa, muito menos uma super trama. É uma ação simples, centrada apenas na resolução do mistério para evitar que um matador em massa cause estragos na cidadezinha. Quem não presta atenção perde o essencial do filme: como agem as sombras, e de que forma elas podem manipular as pessoas. Sim, o filme é real neste aspecto - e as pessoas passam despercebido por considerarem parte da ficção. O interessante deste filme é o relacionamento do protagonista com os mortos e espíritos malignos - como ocorre na realidade. Estes último

Somos Todos Crianças

Imagem
Old Teddy Bear, por George Hodan Somos crianças, não vamos negar isso mais. Vamos assumir esse lado infantil nosso, seja positivo, seja negativo. Cansei de ver marmanjos fazendo birra achando que têm razão. Se uma criança perde a razão fazendo birra, por que o adulto não deveria? Muitos acham que é a idade que dá razão, o que não é verdade: são nossas experiências de vida, e o aprendizado sobre elas , que nos dão maturidade. Você não vai ter razão meramente pela sua idade. Além da questão do egoísmo , existe a falta de maturidade também. Crescer não é ficar mais velho, crescer é adquirir experiências ao longo do tempo e saber cada vez mais o que fazer e quando fazer. Não é ter razão, é ter uma opinião mais aprofundada e madura. Ser velho é diferente de ser experiente: há pessoas que passam a vida inteira à pão de ló e nada têm a adicionar, e crianças com experiência de sobra para toda a vida. Experiência vem do aprendizado, que pode ser doloroso ou não - escolha sua sofrer para apr

Ensaio sobre a Fofoca

Imagem
Talvez um dos maiores males da sociedade atual seja a fofoca. É algo que aparenta ser inofensivo, mas seus danos podem ser mais letais do que muitas armas. Contra a fofoca não há muita defesa, nem muita atitude a ser tomada, porque a fofoca amarra as pessoas em laços de interesses dentro de um jogo no qual todos perdem. É como a maldição do filme O Chamado: para se livrar dela, tem que mostrar o vídeo a alguém, que vai ter que mostrar a outra pessoa, a outra pessoa... Se você realmente quer uma vida melhor, cesse a fofoca da sua vida. Qualquer tipo de fofoca, por mais leve e inofensiva que pareça. Não busque saber dos outros por outros, você tira todo o direito de defesa das pessoas. Na grande maioria das vezes, o fato é manipulado, distorcido, e fica parecendo ser algo nocivo, quando na verdade o que ocorreu foi uma besteira de nada. Já é feio ficar contando o que acontece com os outros para outras pessoas, imagina ainda distorcer. Convido você a refletir sobre o dano causado pel

Os Benefícios do Reiki

Imagem
Meu primeiro post sobre Reiki não vai ser exatamente sobre o que o Reiki é, mas sobre o que o Reiki faz. A principal vantagem do Reiki são suas salvaguardas, que consistem basicamente em não prejudicar quem recebe e não se deixar misturar com energias negativas. Isso é bom porque nem sempre estamos 100% para aplicar, às vezes estamos até nervosos ou ansiosos, e isso não afetará quem irá receber, pelo contrário, quem está aplicando também recebe um pouco de energia Reiki para se estabilizar. Uma observação importante a ser feita: Reiki respeita seu livre-arbítrio (é uma energia inteligente - mais inteligente que muita gente, hahaha), portanto caso você não queira receber a aplicação, nada irá acontecer. Nada mesmo, posso te garantir. Por mais benefícios que o Reiki possa trazer, ninguém é obrigado a recebê-lo. Claro que sugiro que sempre aceite, até porque não há riscos de ele te fazer mal (mesmo quando uma pessoa está mal intencionada - infelizmente as pessoas são assim). Luz Suba

Conflito de egos

Imagem
Você já reparou que os problemas coletivos envolvem muita gente? Parece óbvio, mas se você for reparar, sempre jogam a culpa dos problemas de uma coletividade em uma pessoa só ou em um grupo muito pequeno. E os outros simplesmente se isentam da culpa. O problema se perpetua, se agrava, e não é resolvido. Por quê? Por vários motivos, mas quero ressaltar um neste post: o egocentrismo. É basicamente isso: as pessoas não querem assumir responsabilidades, gostam de pagar de vítima. Então jogam a culpa em que vier pela frente, seja no Diabo, no Congresso, ou mesmo no Governador. É fácil falar que algo ou alguém é culpado pela situação, difícil mesmo é assumir o erro e dar a cara a tapa, porque sempre haverá alguém que irá montar na honestidade do outro. People, por George Hodan O egoísta, egocêntrico, querendo parecer superior, não assume suas falhas, e delega a responsabilidade da sua vida a outras pessoas. Reclama que sua vida não vai bem, e sempre encontra uma forma de assumir o pap

O Valor do Sacrifício

Imagem
Eu havia pensado um dia em escrever sobre o sacrifício, sobre dar sua vida para ajudar alguém. É uma coisa muito linda, mas muito difícil de achar. Afinal, quem se arriscaria a salvar alguém hoje em dia, a custo da própria vida? Independente da religião, da posição política, ou mesmo da filosofia de vida, arriscar-se para ajudar o semelhante tem um valor extremamente alto. E nunca é em vão. No final do mês passado, eu ganhei um girassol. Fiquei encantada com ele, e fiz questão de aprender o máximo sobre para cuidar dele da melhor forma possível. Os dias se passaram e ele foi ficando cada vez mais fraco. Não sabia o que fazer, já que eu não conseguia entender o que estava acontecendo: se estava tudo certo, por que meu girassol estava morrendo? Comecei a aplicar Reiki, e então descobri o que houve: a Sunflora (o nome que dei ao meu querido girassol) havia dado sua vida para que uma carga de energia negativa não me atingisse. Simples assim. Minha florzinha ficou doente para que eu não

Amélia e as Mulheres "de Verdade"

Imagem
Na minha tenra infância, eu ouvia a música Ai que Saudades da Amélia . Para mim, era uma música como qualquer outra. Ao longo dos anos, comecei a ouvir comentários do tipo: não seja uma mulher Amélia, Amélia era uma pobre coitada, etc. Só que um dia desses decidi pesquisar a respeito: quem era Amélia? Por incrível que pareça, Amélia existiu de verdade, e não era nada daquilo que as pessoas dizem hoje em dia. Só que não vou me ater a sua história de vida, já que ela não transparece na letra da música: Nunca vi fazer tanta exigência Nem fazer o que você me faz Você não sabe o que é consciência Nem vê que eu sou um pobre rapaz Você só pensa em luxo e riqueza Tudo o que você vê, você quer Ai, meu Deus, que saudade da Amélia Aquilo sim é que era mulher Às vezes passava fome ao meu lado E achava bonito não ter o que comer Quando me via contrariado Dizia: "Meu filho, o que se há de fazer!" Amélia não tinha a menor vaidade Amélia é que era mulher de verdade Ué, c

Tempos Sombrios

Imagem
Dreamy Beams, por Anita Ritenour Ultimamente a ficção em si trabalha só com coisas tristes, sombrias, trevosas. Isso gera um profundo desconforto em mim, tanto que nem televisão sozinha eu vejo mais. O que é pra ser um entretenimento, uma diversão, que relaxasse, animasse, alegrasse, só acaba trazendo melancolia, medo, ansiedade. As temáticas, sejam em novelas, filmes, séries, e até mesmo livros (fugindo um pouco da televisão), abordam medo, inveja, raiva, ódio, entre outros tantos sentimentos baixos como atitudes negativas. Uma coisa que me chamou a atenção foi uma propaganda da série Hemlock Grove, da Netflix: a luz pode ser mais cruel que a escuridão. Luz não é algo cruel, só que as pessoas são responsáveis pelos seus atos, e cobradas por ele. A diferença é que a Luz perdoa quantas vezes forem necessárias, mas a Sombra não. Não vou entrar no mérito do seriado até porque não o vi, apenas a frase me chamou a atenção e quis comentar sobre. Também vi a questão dos confrontos entre

Editorial para o Futuro: o que eu quero para minha vida

Imagem
Como podem ver, estou fazendo diversas mudanças no blog. Decidi que ele precisa de uma nova vida, assim como eu estou criando uma nova vida para mim. O trabalho é gradual: posts são deletados, imagens são adicionadas, layout alterado, implantação do sistema de tags... Quero fazer algo efetivo pelo blog para que ele seja algo bom e duradouro, gentil e interessante, crítico quando for necessário. Eu amo escrever, e é algo que eu quero fazer por toda a vida. Se eu sou causadora dos meus próprios problemas, então eu posso resolvê-los por conta própria, sem esperar que algo de fora venha e resolva. Claro que há horas em que devemos parar para refletir, esperar pelo melhor momento. Fazer nada é fazer alguma coisa. Amadurecimento vem com o tempo. Tempo que aproveitamos para fazer o melhor por nossas vidas. Por isso que nos últimos posts eu convidei você, leitor, a refletir, a pensar, a esperar, a sentir. Por isso te mostrei outro lado, outra alternativa. Você não precisa ser socialmente

As pessoas atraem suas situações

Imagem
Jaguar, por Petr Kratochvil As pessoas atraem as situações pelas quais passam. Isso derruba qualquer vitimismo ou coitadismo, e dá amplas condições para que as pessoas mudem de vida por conta própria. Não espere que os outros tenham dó de você e passem a mão na sua cabeça. Lute e vá atrás, não fique parado, mas descanse se tiver cansado e chore se tiver que chorar. Atualmente vivemos em uma sociedade que tenta reprimir qualquer coisa pela qual considere violenta: seja uma atitude enérgica, seja aquele tapa bem dado, seja um ato que possa salvar a vida de alguém. Não se pode fazer cara feia, falar bravo ou encarar de frente. Somos educados a abaixar a cabeça e pensarmos que a vida é assim e ponto. E a vida não é assim. Aliás, a vida é bastante dura. Duríssima. E pode ter certeza: deixar ser comido pela onça não é a melhor alternativa. Lembro de como ensinam as pessoas a se defenderem no mato: fingir-se de morto, de doente, de modo que o predador se afaste. E quem disse que animal

Refletindo sobre Produtividade

Imagem
Egg and Hammer, por George Hodan As pessoas andam parecendo máquinas: buscam fazer mais e mais, sem se preocupar com a própria saúde ou mesmo descansar um período adequado ao organismo. Mais serviço, mais dinheiro, mais responsabilidades, mais problemas, menos saúde, menos prazer, menos vida. Estamos muito quantitativos. Fazemos muito, mas não se faz nada direito. Tudo fica no desleixado, no provisório, tendo que ser refeito constantemente, apenas para ser feito mais. Não seria melhor deixar de lado fazer muito para, pelo menos, fazer bem? Nossa cabeça hoje em dia está repleta de tarefas a fazer, e para gerenciá-las são utilizadas diversas ferramentas e aplicativos de celular. Uma agenda só não dá conta. Uma pessoa só também não. Não pense que isso é bom, muito pelo contrário: se sua cabeça sozinha não consegue gerenciar seus compromissos, seu corpo também não consegue. Superar limites é uma coisa, há a consciência do esforço, mas não é um estado constante de sobrecarga como na men

A Vida não é Receita de Bolo

Imagem
Pink Cake, por Karen Arnold Passei uma boa parte da minha vida procurando a receita de viver. Parece muito para uma pessoa que mal completou 23 anos, mas isso é uma tendência para todas as idades (aliás, não existe idade para nada. Não adianta esperar/desistir de coisas só por causa do fator idade. Se doenças e outras coisas negativas não têm idade, por que as coisas boas teriam?). Houve uma febre de livros de auto-ajuda há um tempo atrás. Hoje não é bem assim, mas há aqueles best sellers lembrados para determinadas situações, como determinados autores, que acabam sendo vistos como pessoas perfeitas de vidas prósperas. E não é bem assim. Geralmente nesses livros há muitas receitas de sucesso para diversas situações. Aparentam ser infalíveis, simples, e, pior, de curto prazo. E na prática, suas falhas são reveladas, quase sempre de maneira dolorosa. E por incrível que pareça, a falha é associada à pessoa, não ao livro. Este deveria ser um relato, que possa oferecer orientação e i

Aprenda a Ouvir (e a Dizer) Não

Imagem
Mesmo que a vida não seja uma receita de bolo , algumas coisas acabam sendo aprendidas ao longo da vida, outras não. Uma coisa que percebo é a dificuldade das pessoas com a palavra não . Algumas pessoas dizem (que estudos disseram) que as pessoas em geral não "entendem" a palavra 'não'. Simples: é como se ela não existisse e a mente não processasse, transformando a negação em afirmativa. Será? Não irei entrar neste mérito, até porque o 'não' existe e está aí para ser usado. O problema é que as pessoas têm tanto medo desta palavra que algumas precisam de tratamento só por causa disso. E o problema é mais sério do que se pensa. Como se a palavra 'não' criasse barreiras entre as pessoas, e estas barreiras as afastassem (e como se isso também fosse de certa forma negativo). Tem horas que dizer 'não' é necessário. Cria limites, impõe respeito, resolve definitivamente problemas de grande gravidade. Enfim, permite que a mudança ocorra, já que per

Se não tem deveres, não tem direitos

Imagem
Toda sociedade é permeada de direitos e deveres. Os dois estão interligados - não existem direitos sem deveres, e vice-versa. Não adianta clamar por direitos se os deveres não são cumpridos, muito menos lembrados. É fácil cobrar os outros, difícil é ser cobrado e estar sob pressão. Law, por Geoffrey Whiteway Aliás, antes de cobrar, devemos estar prontos para sermos cobrados. Para ser respeitado é necessário respeitar. É como no emprego: trabalha-se antes para ganhar o salário depois (salvo exceções). Não se colhe antes de plantar, o resultado não vem antes do esforço. Querer direitos antes de cumprir deveres chega a ser algo até infantil. E quais são nossos deveres? É algo difícil de explicar, já que nem todo mundo entende de lei, mas deveria ter noção da sociedade em que vive, pelo menos. Vamos sair um pouco da área jurídica e vamos pra área social e usar o famoso bom-senso. Não sei o que aconteceu com ele, mas muitas pessoas estão esquecendo de usá-lo, criando situações devera

Nunca deixe de sonhar

Imagem
Percebo que as pessoas chegam em casa, deitam, dormem e não sonham. Durante o dia, as preocupações vêm à cabeça, não dando espaço para a imaginação, ao sonho, às ideias malucas. Aos poucos isso vem sendo abandonado, jogado de lado, como se não tivesse mais valor. Muitos me dizem que não vale a pena mais sonhar porque isso não muda nada. E quem disse que não muda? Sonhar, imaginar, fantasiar faz toda a diferença na vida. É o que realmente permite que os olhos sejam abertos de manhã e fechados à noite todos os dias. Você pode inventar todas as desculpas: todo esse esforço, toda essa "obrigação", é para um dia poder voltar a sonhar. E o sonho não é uma ilusão, não é uma mentira: é uma realidade a ser vivida como a realidade que você considera real. Sonhos não mentem. Não digo que o sonho seja alguma coisa concreta a ser interpretada como uma mensagem, é algo a ser sentido. E a imaginação está ligada aos sonhos: quanto mais você imagina, mais seus sonhos serão variados e rico

Censura de Opinião

Imagem
Não sei falar muito bem sobre política. Meus argumentos chegam a ser até insossos perto do que muita gente discute agora. É bonito de se ver, mas não consigo pensar sobre. Não dá para sair das linhas de raciocínio que estão em voga atualmente. E quando eu tento sair dessa linha padrão, acabo sendo esmagada. Muita gente pode pensar que sou todos esses rótulos que atualmente se dão. Aliás, hoje estamos em uma moda de rótulos. Não aguento mais! As pessoas ficam presas em conceitos fechados que não dão liberdade ao raciocínio próprio. Se fomos argumentar à maneira atual sem os rótulos, os argumentos se esfarelam. Reflitam sobre os rótulos. Onde é que eles ajudam? Eu estudo uma área cheia de rótulos (como se a História toda não o fosse) que é a Idade Média, e quando se começa a pensar o período sem rótulos ou estereótipos, a coisa muda totalmente. Considerar uma pessoa machista, racista, entre outros ismos, acaba mutilando a sua totalidade, que acaba perdendo valor. E muito valor. Bri

O que você anda fazendo com sua vida?

Imagem
Balloons - St-Jean 2012 por Claudette Gallant Sei que a maioria das pessoas irá responder com um claro não interessa , enquanto uma parte responderá com algo fútil, outra parte não irá responder, e apenas uns gatos pingados darão uma resposta que realmente interessa à pergunta do título deste post: o que você anda fazendo com sua vida? Não é para me responder, é pra responder a si mesmo: estou fazendo um convite para uma reflexão com a pessoa mais especial da sua vida: você mesmo . Pode não parecer verdade, mas você é a pessoa mais especial para você mesmo. Esqueça (pelo menos por enquanto) pai, mãe, irmãos, amigos, ídolos. Esqueça todo mundo por um momento. Onde você está, o que está acontecendo com você? Esqueça por um momento a sociedade, a economia, a política, a ideologia, o vizinho. O que você realmente quer para a sua vida? Isso não é egocentrismo, muito pelo contrário, você está mudando o mundo através da única pessoa que você realmente pode mudar: você mesmo . Você não

A culpa não é de ninguém, mas a responsabilidade é de todos

Imagem
As pessoas são responsáveis por tudo que acontece na vida delas. Cerca de 95% da população mundial não tem consciência disso, e a tendência é que elas morram sem ter. Principalmente agora, com a tendência de valorização da vítima. Sinceramente, ser vítima de algo é ficar passivo ao que acontece com a própria vida, permitindo que forças externas te manipulem, te joguem de um lado pro outro, sendo que você pode assumir o controle da sua vida e assumir a responsabilidade pelo que acontece com ela. We want you! por Lode Van de Velde Mas assumir a responsabilidade de algo dá muito trabalho, porque requer coragem, muita coragem. Não digo não ter medo, porque o medo é necessário para se ter noção do que acontece em volta. Ter coragem não é fácil - é mais fácil não ter medo e ser uma pessoa imprudente. Mais fácil ainda é entregar a responsabilidade nas mãos de outrem. É bem mais fácil, mas não há crescimento, nem aprendizado. Sinceramente, não vale a pena. Ultimamente as mulheres reclama

Reflexão nada simples sobre o Feminismo

Imagem
Eu tive uma época em que lia muito sobre o Feminismo, as causas, as lutas, as conquitas e os problemas (etc etc). Depois eu fui cansando (sim, literalmente) dos discursos e acabei me afastando. Esse afastamento me permitiu refletir sobre algumas coisas que eu gostaria de compartilhar aqui. Acho que vai dar um post meio polêmico, se bem que o post sobre sentir também o é e tive respostas muito positivas. Se é pela igualdade entre os sexos, por que Feminismo? Me peguei pensando sobre isso no metrô. As meninas batem o pé insistindo que o Feminismo prega a igualdade entre os sexos. Mas, poxa, igualdade entre os sexos só para a mulher? Então pensei: deve ser a busca pela igualdade de gênero através da valorização da mulher e de seu papel na sociedade . Só que isso abriu outra questão: e o homem? Ele não pode ser valorizado? Pois é o que eu vejo: coisas masculinizadas serem desvalorizadas e até desprezadas (ser homem está cada vez mais difícil...). Qualquer atitude mais bruta/rústica é

Pare e Espere

Imagem
Sky, por Petr Kratochvil Talvez seja uma das coisas mais difíceis de se fazer atualmente, por mais simples que pareça. O mundo atualmente não permite que paremos, muito menos que esperemos. Temos que preencher nosso tempo com mais e mais atividades, sendo previstas algumas pausas para descanso, para tomar um café, e para o sono, porque nosso corpo realmente necessita (e para alguns, porque emagrece). Parar para olhar a paisagem, para deixar a mente relaxar e passear por aí é quase proibido. É falta de atenção, é "oficina do diabo". Esperar o tempo passar para alguma situação se resolver é algo impensável, é falta de atitude, falta de consideração. Se por um lado temos que tomar atitudes perante certas coisas que acontecem, e ficar pensando bobagem não leva a lugar nenhum, por outro lado, se não começarmos a parar e esperar, as consequências serão catastróficas. E isso é mais sério do que você imagina: não adianta querer resolver tudo na hora, não adianta querer fazer tudo

Pessimismo não é Realismo

Imagem
É comum as pessoas olharem sempre a realidade por um viés negativo, pessimista. É como se tudo fosse dar errado a qualquer momento, e mesmo que algo dê certo, o que há de negativo ainda prevalece. Como é difícil ver uma notícia boa, alentadora, no jornal. E mesmo quando esta aparece, não tem o mesmo destaque, não tem o mesmo "brilho" das notícias de mortes e crimes que sangram o noticiário em seus diversos veículos. É como se as coisas ruins comandassem nossa mente, nos fazendo ter medo e sentir tristeza perante a vida. Mas quando aparece alguém otimista, que vê a vida pelo lado bom, ficamos indignados. Como uma pessoa pode sorrir frente a tanta desgraça? E quando ela fala pra gente que somos muito pessimistas, a resposta vem na ponta na língua: não somos pessimistas, somos realistas. E a realidade é formada apenas por coisas ruins? Tem certeza? Muito bem, vamos tirar então o futebol de domingo, o cinema de sábado, os amigos, e todas as coisas boas de nossa vida, até porq

Pare de reclamar e seja grato

Imagem
Message Stones, pela Pixel Perfect Digital Nunca achei que fosse escrever um post assim, já que eu pensava que reclamação fazia parte de uma mudança (reclamar para ver o que está errado para poder haver a mudança). Mas percebi que ficamos presos à reclamação, e mudar que é bom, nada. É como se ficássemos satisfeitos com o problema, e com a atitude de estar procurando solução , sem na verdade procurar nada. O famoso comodismo, que nos arrasta ao longo do dia, com o problema cochilando aos nossos pés (ou marretando nossa cabeça). Ultimamente percebi isso com as notícias constantes da queda do nível de água no reservatório da Cantareira. Alarmes e alarmes, desespero, e o cadê a chuva que não veio? . As pessoas sempre reclamaram que chove demais nesta época do ano, causando alagamentos e transtornos, fora que atrapalha aquela praia que as pessoas ficam o ano inteiro esperando pra ir e tomar sol (que nem lagarto?). Fora que as pessoas (até eu!) reclamaram do frio intenso do último inve

A Longa Duração para a Vida

Imagem
É fácil encontrar por aí pessoas que não gostam de História, assim como pessoas que não gostam de Português, Biologia ou Matemática. O problema é quando essas pessoas se dedicam às ultimas matérias citadas com mais zelo do que se dedicam à História. E deixam de ver a própria vida com olhar historiográfico. Passei por uma situação difícil ontem que seria menos dura se as pessoas em meu entorno entendessem o que é a Longa Duração. História não é uma coisa para ficar nos livros, esquecida por muitos e estudada por poucos. É algo para se viver, para se aplicar na vida prática, como a gente aplica (ou deveria aplicar) as regras de Português e as recomendações de Biologia. Analisar os fatos da própria vida a partir de diversos ângulos, colocá-los dentro de um contexto e fazer ligações com outros fatos, vendo a situação de uma perspectiva micro e macroscópica. Isso evitaria tanta coisa desnecessária e indesejada... Algumas coisas na vida são rápidas, os fatos: eles acontecem e pronto. Mas