Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2014

Como lidar com a Raiva

Imagem
Se você veio aqui procurando uma receita de bolo, uma dica de relaxamento, ou apenas palavras confortáveis, creio que não irá gostar deste post. Porque lidar com a raiva requer muito trabalho . Você vai literalmente ignorar a raiva, porque esta é incontrolável. Esqueça todos os depoimentos de pessoas que usam a energia da raiva para fazer algo para mudar as próprias vidas. A raiva é uma energia cega e destrutiva, então enquanto você pensa que está fazendo algo de bom com a raiva, na verdade você está cavando sua própria ruína. Depois do ataque de raiva (ou fúria) sempre há aquela sensação de exaustão. E o arrependimento. E o ciclo recomeça. Quando você alimenta a raiva, você tira de si sua própria força para mudar a vida, e não consegue quebrar este ciclo. Eu mesma já passei por essa experiência, e tentei muitos métodos para me "acalmar" - sem resultado. Claro que cada caso é um caso , e muitas pessoas podem discordar do que estou dizendo - e mesmo atestar a eficácia de mé

Partindo para a Ignorância

Imagem
Resolvi partir para a ignorância, de uma forma única, porém não original: ignorar tudo que nada adiciona a minha vida, principalmente coisas negativas. Se eu for levar em conta cada besteira que as pessoas falam ou fazem, acabo surtando. E muitos devem surtar por aí, cometendo crimes e outras atrocidades. Minha experiência pessoal resume-se a surtos de raiva a partir do segundo ano da faculdade, que ficaram intensos no terceiro. Procurei tratamento, e os surtos diminuíram. Durante o tratamento, aprendi a lidar com a opinião alheia; aliás, ainda estou aprendendo. E quanto mais vou aprendendo, mais vou percebendo o quanto as pessoas não sabem lidar umas com as outras. Então eu aprendi a lidar com a minha raiva , e percebi que uma grande fonte dela é o excesso de informações que absorvemos ao longo dos dias, cuja maioria geralmente é desagradável e pessimista. Cortei a maior parte deste mal pela raiz: parei de assistir televisão. Não sinto falta dela, não me sinto desinformada, muito me

O Estranho Thomas

Imagem
Um cozinheiro de uma lanchonete em uma pequena cidade norte-americana tem o estranho dom de ver e se comunicar com os mortos e seres das sombras, e usa sua habilidade para resolver crimes e evitar catástrofes. Com o apoio de sua namorada, Stormy, Thomas tenta evitar que um massacre se abata sobre sua cidadezinha, investigando por conta própria um estranho morador, cercado por seres sedentos de sangue. Depois de tanta insistência, lá fui eu ver o filme. Não é grande coisa, muito menos uma super trama. É uma ação simples, centrada apenas na resolução do mistério para evitar que um matador em massa cause estragos na cidadezinha. Quem não presta atenção perde o essencial do filme: como agem as sombras, e de que forma elas podem manipular as pessoas. Sim, o filme é real neste aspecto - e as pessoas passam despercebido por considerarem parte da ficção. O interessante deste filme é o relacionamento do protagonista com os mortos e espíritos malignos - como ocorre na realidade. Estes último

Somos Todos Crianças

Imagem
Old Teddy Bear, por George Hodan Somos crianças, não vamos negar isso mais. Vamos assumir esse lado infantil nosso, seja positivo, seja negativo. Cansei de ver marmanjos fazendo birra achando que têm razão. Se uma criança perde a razão fazendo birra, por que o adulto não deveria? Muitos acham que é a idade que dá razão, o que não é verdade: são nossas experiências de vida, e o aprendizado sobre elas , que nos dão maturidade. Você não vai ter razão meramente pela sua idade. Além da questão do egoísmo , existe a falta de maturidade também. Crescer não é ficar mais velho, crescer é adquirir experiências ao longo do tempo e saber cada vez mais o que fazer e quando fazer. Não é ter razão, é ter uma opinião mais aprofundada e madura. Ser velho é diferente de ser experiente: há pessoas que passam a vida inteira à pão de ló e nada têm a adicionar, e crianças com experiência de sobra para toda a vida. Experiência vem do aprendizado, que pode ser doloroso ou não - escolha sua sofrer para apr