sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Como lidar com a Raiva

Se você veio aqui procurando uma receita de bolo, uma dica de relaxamento, ou apenas palavras confortáveis, creio que não irá gostar deste post. Porque lidar com a raiva requer muito trabalho. Você vai literalmente ignorar a raiva, porque esta é incontrolável. Esqueça todos os depoimentos de pessoas que usam a energia da raiva para fazer algo para mudar as próprias vidas. A raiva é uma energia cega e destrutiva, então enquanto você pensa que está fazendo algo de bom com a raiva, na verdade você está cavando sua própria ruína.

Depois do ataque de raiva (ou fúria) sempre há aquela sensação de exaustão. E o arrependimento. E o ciclo recomeça. Quando você alimenta a raiva, você tira de si sua própria força para mudar a vida, e não consegue quebrar este ciclo. Eu mesma já passei por essa experiência, e tentei muitos métodos para me "acalmar" - sem resultado. Claro que cada caso é um caso, e muitas pessoas podem discordar do que estou dizendo - e mesmo atestar a eficácia de métodos "calmantes".

O ponto não é esse. O que realmente resolve o problema da raiva é a dispersão da mesma, e para se conseguir isso você pode tentar utilizar uma série de métodos que realmente a esvaziam. Traduzindo: a raiva só some quando você a domina, não o contrário. Dominar a raiva é difícil, e você continuará tendo crises pesadas por um bom tempo. Mas conforme elas vão diminuindo, você vai se sentindo mais estável e confiante. E questionando a própria raiva.

A princípio a raiva vai vir e te atropelar. Deixe passar, deixe a raiva ir, e sobretudo: não faça nada. A raiva vai te exigir alguma atitude - não lhe dê ouvidos. Ela apenas quer atenção, ou seja, se não fizer nada, ela perde o sentido de existir - geralmente a raiva tem um alvo momentâneo, que perde todo o foco quando você entra na dela - a raiva é cega. Já vou avisando: essa fase demora. Você vai ser sabotado, vai se deixar levar - não perca a paciência.

Aos poucos você vai percebendo que não precisa da raiva. E não precisa mesmo: ela não te faz crescer, ela não te faz mais forte, ela não te faz uma pessoa melhor. Você vai ficar mais lento, mas não se preocupe, é um bom sinal: você está mais atentos a si mesmo e ao que te cerca, permitindo refletir melhor sobre as atitudes. A essa altura do campeonato, a raiva nada mais é do que um sinal de descontentamento do ego, de que tem algo errado. A partir disso que vem uma atitude mais madura.

Deixo essa imagem para reflexão, extraída da página Sobre Budismo, do Facebook:

4 comentários:

  1. Confesso que é muito difícil controlar a raiva. Mas respirar muito antes de falar ou fazer uma besteira ajuda. Beijinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respirar fundo, contar até 10, ajuda muuuuuuuuuuuuuuito
      Beijos ^_^

      Excluir
  2. Vim ler para me acalmar e distrair da raiva xD~

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Ao clicar em enviar, aparecerá uma caixinha de confirmação.