segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Sorria!


Happy Smile Text, por Dawn Hudson

Hoje em dia as pessoas fazem muita cara feia! Cara amarrada, cara fechada. Na moral, isso me assusta! De início eu pensei que era algum tipo de preconceito não detectado. Nessa moda de que todo mundo tem preconceito com todo mundo, até pensei que fosse algo do gênero, mas não é: simplesmente as pessoas se recusam a sorrir, vivem de mal humor o tempo todo. É tão constante que quando uma risada escapa, ops, fecham a boca como se fosse um bocejo ou um arroto.

Pensava que era preconceito porque hoje em dia tudo é considerado atitude preconceituosa. Então eu pensava que qualquer atitude que eu tinha na rua era vista como algo negativo. Por mais que eu tomasse cuidado ou fosse educada, aquelas caras fechadas continuavam. E como uma cara feia incomoda! Parece que você fez algo errado, ou que você não é bem vindo. E aos poucos fui percebendo que o problema estava no meu sorriso: eu sempre levo comigo um sorriso nos lábios (claro que não dá o tempo todo porque cansa). Isso que poderia estar causando o incômodo.

As pessoas se incomodam com o sorriso, e isso ainda não entendi. Um sorriso ilumina um dia inteiro, e pode iluminar a vida de muita gente - se permitirem isso, claro. O sorriso é uma expressão franca de alegria e tranquilidade e diz muita coisa boa. Ele abre portas, janelas, rompe barreiras e ilumina tudo o que estiver em torno. Deixar-se levar por um sorriso, mesmo desconhecido, é compartilhar de uma felicidade que não será dividida, e sim multiplicada. Todos ganham compartilhando um sorriso.

Não tenha medo de aceitar um sorriso, e não tenha medo de sorrir. Sorrir faz muito bem. Sorria porque você está vivo, porque você tem saúde, por qualquer coisa - ou apenas porque quer. Compartilhe seu sorriso e faça muitas outras pessoas sorrirem. Eu já presenciei casos de pessoas sorrirem ao verem outras sorrirem - o sentimento é contagiante. A pessoa é total responsável por estar de bom humor ou mal humor. Não há desculpa para não sorrir, apenas não há vontade - e sua vontade será respeitada, porque tem horas que sorrir é a última coisa que sentimos vontade (ou coragem) de fazer.


Buddha, por Maliz Ong

2 comentários:

  1. sempre ando sério, esqueci de rir e ser feliz. As vezes rio, quando alguém fala algo engraçado no trem, quando todos estão e são sérios, me acostumei a seriedade dos outros. Conte-me um conto, me fale das coisas que te fazem rir ..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só acompanhar o blog, que haverá muita coisa boa. Rir é um hábito, uma escolha. Difícil, mas possível.

      Excluir

Deixe seu comentário. Ao clicar em enviar, aparecerá uma caixinha de confirmação.