sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

O Universo não está a nosso favor


Sky Lanterns, por Petr Kratochvil

A ideia é um pouquinho mais complexa do que nos é dita por aí. Primeiramente, não significa que o Universo esteja contra nós - ele apenas tem seu ritmo, seu fluxo. Sua evolução depende da evolução de tudo que está contido nele, inclusive nós. Só que nem sempre (quase nunca!) evoluímos em seu ritmo. As pessoas pensam que evoluir é seguir o caminho delas que o que está em volta irá junto. E é praticamente o contrário. Vai ficar meio confuso o que vou explicar, mas no final verão que é bem simples.

Para evoluirmos, temos que seguir o ritmo do Universo - o ritmo da Natureza, em uma perspectiva mais próxima. Seguir este ritmo é não querer apressar ou atrasar as coisas, simplesmente deixá-las acontecer. Por mais que pensemos que algo vai demorar para acontecer ou que estamos em cima do prazo para entregar algo, tudo irá acontecer conforme o Universo acredita que será o tempo melhor para acontecer. Não confundam Deus com o Universo, apesar daquele ter criado este e este fazer parte daquele, sacou?

O Universo tem seu tempo para amadurecer as coisas. E aprender a seguir este tempo é uma arte a ser aplicada minuto a minuto. Simplesmente vá, deixe-se ir neste fluxo. Esteja atento ao que pode surgir a cada instante. Seja grato aos momentos que tem - por piores que sejam. Chegar atrasado, ser demitido, ter problemas são oportunidades para o crescimento e a evolução. É o Universo ensinando você a seguir o ritmo dele.

E quando estamos no ritmo do Universo, as coisas surgem do nada. Aprendemos a lidar com as "surpresas" dele. E, por incrível que pareça, conseguimos qualquer coisa que queremos. Opa! Mas se não estamos seguindo nosso ritmo, como conseguimos o que queremos? Resposta simples: você está sim seguindo seu ritmo, pois você faz parte da natureza, logo, do Universo como um todo. Então o que você quer já está em sintonia, não é ponto fora da rota, você vai chegar lá na hora certa. E vai ser muito gostoso, como o caminho que você trilhará a partir de então.

No começo é meio doloroso, vem aquela sensação de perder o controle sobre as coisas. Essa é a ideia. Você não tem que controlar nada, e sim deixar que o Universo te direcione. "Mas se eu for manipulado por outras coisas pensando ser o Universo?" Não, não vai. Você sente quando algo está fora de ritmo, e nada vai te fazer sair dele a menos que você o queira. E haverá tentações, viu?

E tentações são mais sutis do que você pensa! Esse é um assunto para outro post, mas vou resumir: uma tentação para sair deste caminho pode ser uma notícia no jornal, uma frase solta de uma novela, o conselho de um "amigo". É algo que fica lá dentro, criando raízes, tentado fazer você mudar seu rumo. Aí é escolha sua: você vai mudar o que te faz bem só porque tem gente que não concorda (ou mesmo não consegue)?

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Ao clicar em enviar, aparecerá uma caixinha de confirmação.