sexta-feira, 13 de março de 2015

Gokai - Não se Zangue


Zen Stones, por George Hodan

Já falei sobre raiva em outro post, que sugiro a leitura. Focando nos Cinco Princípios do Reiki, não se zangue/sou calmo não é algo apenas para melhorar sua qualidade de vida e de crescer como pessoa - é uma postura que o terapeuta tem que ter perante o público em geral. A sociedade de hoje possui determinado decoro que exige determinadas posturas, ou seja, é impensável ver um reikiano com raiva. Por mais humano que seja, demonstrações de raiva são inaceitáveis pelas pessoas de forma geral.

Não fiquemos nos lamentando como a sociedade é ruim por não aceitar que as pessoas sejam humanas, e sim vamos trabalhar para sermos pessoas melhores, sem raiva. Mudemos nossa postura para mudar a sociedade. Não se irrite com o que os outros fazem - eles são humanos, tenha compaixão (sim, a compaixão que a sociedade não tem pela sua raiva - faça a diferença). Você tem (ou pode ter) o Reiki como aliado contra a raiva.

Dia por dia, esforce-se para manter a calma. Parece até conspiratório, quanto mais tentamos ficar calmos, mais situações aparecem para nos irritar. É só mais um dia, com 24 horas, como todos os outros. Não se preocupe se não deu pra segurar, ou melhor, se não deu pra dissipar. O importante é que se mantenha o foco apesar dos revezes.

Não se zangue me lembra as atitudes das pessoas no metrô, antes e depois do expediente. Cansadas e sem paciência, as pessoas agridem-se umas as outras por não saberem dissipar os dissabores que tiveram ao longo do dia. E dissipar consiste unicamente em escolher ter em mente coisas boas (simples, mas difícil). Por mais lotado que esteja o metrô, ainda penso que se as pessoas fossem menos raivosas e guardassem menos rancor, o ambiente seria muito mais suportável.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Ao clicar em enviar, aparecerá uma caixinha de confirmação.