terça-feira, 21 de abril de 2015

Pink Reiki ou O Reiki não é levado a sério

Pink Reiki porque quis fazer um paralelo com Pink Wicca - pessoas que acham que a Wicca é linda e maravilhosa, que os deuses são bonitinhos, mas esquecem da dualidade de tudo e da dificuldade do trabalho, achando que tudo pode ser conseguido num estalar de dedos. Engraçado que ao me aprofundar nos estudos de Reiki, encontro grupos de pessoas com as mesmas atitudes e ideias, como se fosse um Pink Reiki, e isso é um dos entraves da aceitação do Reiki no Brasil. Com os praticantes não levando a sério a própria técnica, como acham que o público irá reconhecê-la como tal?


Teddy Bears, por Petr Kratochvil

Reiki é bom, não tem contraindicação e é impossível utilizá-lo com má intenção. No entanto, isso não significa que é fácil de aprender e que você pode tudo com ele. Para ser reikiano é necessário trabalho, dedicação, disciplina, e muito amor. O Reiki tem que fazer parte da sua vida, como seu coração o é. Não adianta só ser iniciado e ter decorado a apostila do mestre. É se autoaplicar todos os dias e fazer do Gokai uma filosofia de vida. É ser grato, gentil, bondoso, confiante e trabalhar honestamente de forma natural, sem forçar a barra "porque eu sou reikiano".

Você não é um ser humano melhor ou pior por ser reikiano - muito menos por ser mestre. Conheci pessoas que vivem os Cinco Princípios e nunca tinham ouvido falar de Reiki - algumas até se assustam. Conheci pessoas que tratavam de outras com energia de forma eficaz sem nunca terem sido sintonizadas - eu sei que não é Reiki, mas isso não significa que sejam inferiores ou que a energia não seja tão eficiente - são até melhores em alguns casos.

Outro ponto importante: em praticamente todos os fóruns de discussão que eu entrei sobre Reiki (inclusive grupos no facebook) não vejo uma discussão "séria" sobre o assunto. Discussão séria não quer dizer sisuda, mas sobre assuntos de relevância dentro da técnica - e há muita a ser conversada que é deixada de lado. O que eu vejo são pessoas transmitindo, querendo ostentar seu título de mestre, mas sem fazer exatamente algo prático - a partir do nível II você já pode transmitir para outras pessoas à distância, não é nada extraordinário -, fora a discussão de que tudo é lindo e maravilhoso - é mesmo, mas isso não é desculpa para ignorar os problemas sem resolvê-los.

Enfim, querer que as pessoas levem o Reiki a sério depende principalmente de que os reikianos o levem a sério. Essa manobra é arriscada, já que existe o real risco de ser incorporada à profissão médica como a acupuntura e homeopatia. Enquanto isso não acontece (espero que nunca aconteça, mas...), devemos ter em mente que Reiki é uma técnica a ser estudada e praticada, e que possui uma filosofia de vida que deve ser vivida de forma natural.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Ao clicar em enviar, aparecerá uma caixinha de confirmação.