sexta-feira, 29 de maio de 2015

Cores!

Eu gosto de cores, gosto de tudo colorido. No meio do preto e do cinza, lá vou eu de amarelo, verde, vermelho. As cores são uma forma de expressão, não só de nossos campos energéticos, mas de nosso humor e de nossos pensamentos também. Pretendo não falar em cores no sentido terapêutico, já que limitar-se a utilizar determinadas cores para atrair determinadas coisas não ajuda muito. Precisamos de mais cores assim como precisamos de mais sorrisos.


C.E. Abstract Lace, por Gale Titus

Vamos deixar de lado essa obsessão pelo clean e pelo discreto e começar a variar nas cores. Sobriedade demais dá a sensação de depressão e melancolia. Ser sério e ser sisudo são coisas completamente diferentes - demonstrar uma atitude profissional independe de roupas pretas (claro que em alguns casos há regras que devem ser cumpridas, aí não há muito o que fazer). Se o escuro é necessário, tente cores escuras. Caso contrário, comece a adicionar cores vibrantes e dê nova harmonia a sua vida.

Muitas pessoas veem nas cores uma forma de terapia - até existe a cromoterapia, que busca cuidar de diversos problemas através do uso de cores nas mais variadas maneiras. Sugiro não ficar utilizando um sistema específico de cores e correspondências, como uma receita de bolo, e sim basear-se no que está sentindo a respeito (além do que você sente a sobre uma cor). Cada pessoa responde de uma forma diferente cada tipo de energia, resultando em afinidades diferentes.

Comece a prestar atenção nas cores de sua vida e nos seus mais variados tons. Pinte seus pensamentos com as mais diversas cores ao longo do dia e a utilize mais objetos coloridos, além das roupas. Repare nos variados tons de cores de temos, os olhos, a pele das mãos e dos pés, os dentes, a língua; repare também na cor dos alimentos - um prato colorido não é só saudável, como também é mais gostoso e a gente sente a diferença no final da refeição.

Este mundo (pra não dizer o universo) é formado por milhões de cores diferentes, e nos restringimos a apenas algumas durante o dia. É como querer que o corpo funcione sem seus órgãos não-vitais - não vai ser algo "harmônico". É algo que tempera e anima a vida.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Ao clicar em enviar, aparecerá uma caixinha de confirmação.