Algumas palavras sobre a Inveja

Inveja é quando alguém tenta impedir o desenvolvimento do potencial de outrem por não conseguir desenvolver o próprio - ou mesmo negar que possua algum. Isso é projetado pelo invejoso como uma "opressão social", que não percebe (na maior parte dos casos) que o problema está nele e não nas outras pessoas.

Um característica importante da inveja é quando não há alegria pelo sucesso alheio, mas ressentimento e até vontade de "melar" o feito. Se o invejoso não perceber que está com inveja e começar a reverter essa situação, tornar-se-á um caricato vilão de ficções, sujeito a sempre se dar mão - por sua própria culpa.

Para cortar esse círculo vicioso no qual a pessoa não reconhece seu potencial - não aceita o sucesso alheio - tenta impedir o sucesso alheio - sofre as consequências disso - nega ainda mais o próprio potencial, é necessário aceitar que cada pessoa tem capacidades e dificuldades próprias, além de que o sucesso de uma pessoa pode ajudar no próprio sucesso.

Impedir de atrapalhar o sucesso alheio é mais difícil, já que há a falsa impressão de injustiça. O ideal é analisar a situação como um todo e mesmo as próprias dificuldades, se são fruto do próprio caminho ou criadas por si mesmo. Injustiças acontecem, mas uma atitude invejosa é tão injusta quanto as injustiças oriundas de outros meios.

Comentários

  1. Para mim tu escreve sempre muito bem, gosto enormemente dos teus assuntos e a abordagem tua, sobre eles. Mas agora fiquei pensando - por isso o comentário - será que alguma medida de inveja não é necessária, sei lá, quando é identificada como no teu post ela não pode ser boa, de alguma forma? Gostei do assunto,porque é realmente desafiador o trabalho de identificar em si mesmo o ruim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vindo de volta!
      Obrigada pelos elogios, novamente! Você é muito simpático!

      Sim, tudo que é negativo, inclusive, pode se tornar algo positivo. No caso, a inveja pode se transformar em admiração e até mesmo em incentivo. Só que para isso, deve-se chegar à causa da inveja, resolvê-la, e assim trabalhar o sentimento ruim que restou.
      As pessoas têm muito potencial para tudo que queiram, mas acabam caindo neste sentimento destrutivo por não reconhecerem isso em si. Afinal, quem confia no próprio taco não precisa ter inveja de ninguém.

      Sim, é doloroso assumir o que temos de ruim - e mais ainda expor isso como uma forma de ajudar quem tem, e mesmo mostrar a quem não tem como lidar. Porque é muito complicado lidar com as pessoas invejosas - atitudes destrutivas contra elas não resolve.

      Forte abraço!

      Excluir
  2. Boa tarde, Paz e Bem!!

    Vi um vídeo interessantíssimo sobre o assunto, onde um judeu cabalista (Yair Alon) fala a respeito da inveja. Diz que é um sentimento natural e o problema está em alimentá-lo... ou negá-lo, pois seria uma forma de evitar trabalhar com a emoção, o que levaria ao crescimento desse sentimento e a praticas negativas ligadas a ele.

    Parabéns pelo trabalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia!

      Sim, a inveja faz parte do nosso instinto animal mais cru, aquele que busca sobreviver e se perpetuar.
      Negar pode ser tão nocivo quanto alimentar, pois você perde o controle sobre o que está acontecendo e não tem consciência de que está acontecendo.

      Boa semana :D

      Excluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Ao clicar em enviar, aparecerá uma caixinha de confirmação.