Star Wars, minhas impressões

Ao invés de assistir ao novo filme da série no cinema, decidi ver a saga completa e em ordem. Para quem não sabe, são seis filmes em duas trilogias, mais o lançamento de um novo filme (e de uma nova trilogia) ano passado. As duas primeiras trilogias foram "invertidas": lançaram os episódios IV, V e VI para depois lançar os episódios I, II e III. Mantiveram nestes filmes o estilo de efeitos especiais daqueles, o que ajuda a manter a continuidade sem ser forçada.

O que mais chama atenção no filme são os valores transmitidos. São valores universais, eternos. Se os filmes tivessem qualquer outra temática - medieval, árabe, oriental, por exemplo - seriam profundos e maravilhosos como o são. Voltando à franquia, Darth Vader não é grande coisa. Ele não é um Lord Sith, mas um mero pau-mandado deste, apesar da grande força interior. Deixou-se levar pela vaidade e pelo ressentimento, mesmo querendo ajudar as pessoas, permitido ser manipulado pelo Lord Sith e fazer o que fez.

Os jedi não são valorizados pelos fãs como deveriam, com exceção de Luke e Yoda. Pouco se comenta sobre Obi-Wan e seu mestre - a serenidade deles é algo inspirador. Caso vá assistir a esses filmes, preste mais atenção nos jedi do que nos sith, pois além de aqueles pouco aparecerem, estes já têm destaque em excesso. Faltam na sociedade pessoas com moral irrepreensível, que transmitem tranquilidade e clareza. Vive-se uma época em que heróis são tão corruptos quanto os vilões, como se isso fosse mais humano - não, não é.

Anakin não tinha jeito para jedi, não da forma como aconteceu. Mesmo criança, já era muito arrogante - precisaria primeiro tomar jeito antes de empunhar um sabre de luz. E é o que acontece com muita gente hoje dia: possuem potencial mas sem o mínimo de maturidade. Tornam-se destrutivas pensando ser construtivas - e algumas ainda se acham os próprios mestre jedi.

Só que para o Luke nascer e o Império ser destruído, era necessário que Anakin se tornasse Darth Vader, e para isso, tornar-se um jedi. É doloroso saber isso, mas é necessário que aconteça, como a vida também é assim. E é necessário não perder a fé, como ocorre nos últimos filmes, quando da extinção dos jedi põe fim à antiga crença na Força.

A série tem seu momento interior e seu momento exterior: é a vida de uma pessoa e a história de uma sociedade. Tiram-se lições importantes sobre os meandros da vida e tem uma visão peculiar sobre o desenvolvimento da sociedade. Não tem nada a ver com "eles são o Império e nós somos a Resistência" - é algo que vai muito alguém disso. A Verdade não está na superfície, mas não deixa de ser simples. Dar responsabilidade para pessoas sem maturidade é arriscado: a pessoa não sabe, não quer saber, mas quer se impor.

Comentários