Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2016

Editorial: Quem cura, afinal?

Imagem
Se eu disser ninguém, soaria engraçado, mas é bem isso: ninguém cura ninguém a não ser a si próprio. Seja uma gripe, um osso quebrado ou um karma pesado . Só a própria pessoa pode se permitir curar. Não há "segredo", ou podemos dizer que este é o segredo das "curas milagrosas". Isso também muda um pouco a própria visão do "efeito placebo", termo da medicina alopática que explica o motivo de uma substância ou método surtir efeito sem explicação científica. Falar de saúde sem ser profissional da área chega a ser um risco. É necessário medir palavras. Só que indo além, quando um novo horizonte se descortina em matéria de saúde, coisas até então consideradas absurdas tornam-se regra. No entanto, até haver a mudança, e principalmente, até haver a aceitação, problemas acontecerão. Uma das discussões mais polêmicas a respeito é sobre a capacidade de curar . Quem, ou o quê, teria a "milagrosa" capacidade de devolver à pessoa sua condição de bem-est

Algumas palavras sobre Iluminação

Imagem
Pode parecer um pouco presunçoso de minha parte escrever sobre um estado no qual ainda não atingi, mas ao entrar em contato com pessoas neste nível de consciência, a sensação é de também o ser. Hawkins fala em seu livro sobre a Iluminação de forma tão natural e tão concreta, que se chega à conclusão que qualquer pessoa, em qualquer nível de consciência, pode esforçar-se e atingir este estágio. A Iluminação seria o nível máximo de consciência possível na Terra, mensurado entre 700 e 1000, ou seja, a pessoa vai se desenvolvendo dentro da Iluminação até atingir a consciência máxima. Pesquisei algumas coisas na internet sobre Iluminação, e percebi que muita coisa mudou. Algumas pessoas consideram Iluminação o mero despertar de consciência, o que não faz sentido, já que o despertar é a página 1 do volume 1 e a Iluminação é a página 1 do volume 2, por assim dizer. Outra coisa, Iluminação é possível, mas não significa que seja fácil, tampouco significa que é necessário ser monge para tal.

Seja bambu

Imagem
"Não há que ser forte, há que ser flexível". Provérbio Chinês Nos últimos dias, acabei conversando com várias pessoas a respeito de flexibilidade e adaptação. Para minha surpresa, percebi que muitas pessoas resistem à adaptação de forma declarada e consciente, como se fosse algo negativo a ser combatido. Já passei por essa época, em que a adaptação era vista como conformismo e aceitação de que nada irá mudar. Agora percebo que as coisas não vão mudar ao nosso bel prazer, nem seguir os padrões impostos pelos nossos caprichos. O que se pode fazer então é aproveitar o que se tem a oferecer e se adaptar para isso. Como disse em outro post , a verdadeira Revolução é aquela que vem de dentro de nós, mudando por completo nosso interior, e externando uma nova vibração que acaba por alterar o ambiente a sua volta , contagiando os demais (positivamente ou negativamente). Mudar e questionar é algo bom, mas apenas para efeito pessoal. Discordo de tanta coisa que vejo, que se fosse re