Postagens

Mostrando postagens de agosto, 2016

Álcool, drogas, sexo e Reiki

Imagem
Só coloquei as palavras mais "chocantes" no título, mas há outras restrições antes e depois da iniciação no Reiki: consumo de carne, uso de aparelhos eletrônicos (televisão, computador, celular...), ambientes tumultuados, ou seja, qualquer coisa que possa "atrapalhar" o fluxo energético ou "reduzir" a sensibilidade. Boa parte dos mestres orientam seus alunos a evitarem essas coisas para estarem mais limpos e abertos à energia Reiki durante o curso e o processo de iniciação e também aos 21 dias de purificação que se seguem. Para quem não é do ramo , são dicas valiosas e úteis a serem seguidas, mas pra quem já está na estrada , torna-se aos poucos desnecessário, e vou explicar o por quê neste post. Para quem nunca entrou em contato com as energias sutis de forma consciente, o corpo está repleto de "bloqueios", como se usasse uma venda nos olhos. E uma venda nos olhos atrapalha os outros sentidos também - é o que acontece com nossos corpos energ

Algumas palavras sobre Meditação

Imagem
Meditação é o "esporte" da vez. Proliferam métodos, cursos, vídeos, aplicativos e até mesmo acessórios - como se fosse algo que melhorasse a vida por si só, sem precisar de outros fatores. Há um quê de exagero nisso tudo e as pessoas não percebem a própria falha. Primeiramente, é necessário entender que meditação não é uma prática momentânea, mas o desenvolvimento da habilidade de limpar a mente de pensamentos confusos para torná-la mais saudável e serena. Isso deve ir além da "hora de ficar parado" e ser praticado inclusive em situações de extrema agitação. Meditar apenas na calmaria não permitirá que a pessoa aja com serenidade em momentos turbulentos. Pode ser útil no começo meditar em um ambiente preparado, mas pessoas naturalmente agitadas precisarão desenvolver a serenidade com a própria agitação sem, contudo, tornarem-se pessoas letárgicas. Outro problema está na confusão entre meditação e relaxamento. Meditar cansa! Se está cansado, o ideal é dormir ou f

Entre Fatos e Factoides

Imagem
Factoide, fugindo um pouco da definição padrão, é um fato distorcido ou falso para favorecer determinada pessoa ou grupo. Existem então os problemas de destrinchar o factoide para encontrar o fato verdadeiro e mesmo de discernir um fato de um factoide, tendo em vista que aquele não é relativo como alguns pregam por aí. No geral, as pessoas fabricam factoides para levar vantagem em determinadas situações, interpretando o que ocorreu de forma distorcida e removendo quaisquer aspectos que lhe possam desfavorecer: é algo natural, inclusive alguns acontecimentos historiográficos são factoides que ganharam status de fato ao longo do tempo. No filme Uma Cidade Sem Passado, os factoides preenchem o espaço de onde deveria estar a História da cidade, e quando a protagonista Sonja (leia-se Sônia) busca investigar mais a fundo, começa a sofrer com a revolta dos próprios habitantes. Resolver o factoide pessoal ajuda a resolver os factoides coletivos. Encarar o fato como ele é pode ser doloroso

Um Eu de muitas caras e muitos jeitos

Imagem
A expressão "duas caras" possui uma conotação negativa ao se referir a uma pessoa de posturas e atitudes diferentes com o propósito de prejudicar outrem. Busca-se, então, ser a mesma pessoa em qualquer situação, em qualquer ambiente, e isso gera frustração, pois cada ambiente demanda uma postura específica. Não é possível ser a mesma pessoa no trabalho, na escola, na faculdade, na academia. As máscaras devem ser utilizadas pela própria preservação, como partes de um eu mais completo - partes necessárias. Ser o mesmo em qualquer lugar pode ser danoso. Isso fica visível na transição da adolescência para a idade adulta, quando se começa a trabalhar e se percebe que qualquer postura não é aceitável no ambiente profissional, tendo que se desenvolver um "eu profissional" que transmita competência a pares e superiores. Como saber que não se é "completo" em determinada situação? Pelas limitações: quais posturas pode-se ou não adotar no trabalho, na escola ou n