terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Reiki, amor e sexo

O Reiki é uma técnica que trabalha a evolução de consciência e o desenvolvimento do amor incondicional - o amar sem esperar nada em troca, o amor que se completa por si mesmo. Uma das formas na qual esse sentimento se desenvolve é através do relacionamento amoroso - namoro ou casamento sérios. Sim, sérios: o relacionamento raso, o prazer pelo prazer, não é amor, não eleva nem evolui - isso quando não contribui para maior deterioração da consciência.


Casais podem ser iniciados no Reiki juntos, e mesmo alguns reikianos começam a namorar tendo o Reiki como algo em comum. Pode acontecer também de um namorado ser reikiano e o outro não, ou mesmo um deles não gostar de Reiki - seja por preconceito, seja por uma má experiência. Se realmente há comprometimento entre o casal, o respeito deve falar mais alto. Nunca se deve forçar alguém, por mais íntimo que seja, a receber Reiki, assim como refletir se o companheiro começa a questionar sua prática e/ou sugerir largá-la. Mesmo o Reiki trabalhando com o Amor Maior, abandoná-lo não significa exatamente um regresso evolutivo, se feito com consciência e pelo mesmo Amor.

É muito gostoso quando um casal troca Reiki entre si, já que há maior intimidade entre ambos. O próprio contato amoroso fica mais profundo. Crescer com a pessoa amada é especial: um ajuda o outro a superar as dificuldades e fazer o melhor um pelo outro. Ambos saem ganhando juntos. Quanto maior a troca de energias entre si, maior a "sintonia". Essa sintonia que faz um casal pensar a mesma coisa ao mesmo tempo, ou mesmo seguir as mesmas linhas de pensamento, de forma complementar ou não.

São os laços coloridos citados pela Barbara A. Brennan em Mãos de Luz, que ligam as pessoas das mais diversas formas: laços sociais, laços amorosos, entre outros. Eles "laços" são elos energéticos nos quais energias são trocadas ao longo do tempo. Rompimentos de relacionamentos "quebram" estes laços, causando dor e sofrimento. O Reiki pode atuar tanto amadurecendo estes elos quanto os afrouxando de forma saudável, dentro do que se passa pelo casal.

Apesar de alguns mestres pedirem aos seus alunos para não terem relações sexuais antes e depois do processo de iniciação, acredito que quando feita com o companheiro - em especial um relacionamento sério - deve ser mantida. Compartilhar o processo de iniciação com a pessoa amada, sentir o novo fluxo energético. As mudanças que ocorrem com o reikiano também afetam a outra pessoa, mesmo que esta não o seja.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Ao clicar em enviar, aparecerá uma caixinha de confirmação.