terça-feira, 5 de setembro de 2017

Ingratidão


Greve para mim é uma manifestação de ingratidão. A pessoa não agradece pelo que tem, nem tenta se mover para melhorar a própria vida sem querer atrapalhar a dos outros. Bom, é a minha opinião - se ficou desagradado com ela, sugiro não terminar de ler este post, mas fica o convite a fazer uma reflexão diferente (e interessante) sobre o assunto.

Você é feliz com o emprego que possui? Busca se aprimorar pensando em melhorar a qualidade do próprio trabalho (não pensando somente em vantagens financeiras)? Toma atitudes pela empresa e pelos colegas ou acaba deixando as coisas "escorregarem das mãos"? E com o salário que ganha? É possível pagar as contas, se permitir alguns "luxos" e sobra um pouco para emergências? Esqueça toda e qualquer análise externa (política, econômica, fofocas) - aqui a questão é analisar a própria vida, que é vivida por você, não pelos outros.

Basicamente, se sim: por que não agradecer pelo que tem e se melhorar a cada dia, independentemente do que dizem? Se não: o que você pode fazer para melhorar a situação, passando por cima das circunstâncias (é aí que consiste a superação e o crescimento)?

Greve nada mais é do que atrapalhar outrem por causa própria. Como ajudar ou apoiar alguém que prejudica deliberadamente apenas para chamar a atenção? Se a pessoa (ou um grupo) está insatisfeita com suas condições de trabalho, deve-se procurar meios próprios para superar tal situação, inclusive procurando outro emprego. Nada é seguro ou estável suficiente para prender-se em situações insuportáveis por tempos demasiado longos.

Nestas horas, recorro aos Cinco Princípios do Reiki como um auxiliar à reflexão:

  • Somente por hoje: só o hoje existe, para não dizer só o agora. Passado e Futuro são ilusões criadas pelos traumas e expectativas;
  • Sou calmo: quando se está zangado, irado, irritado, as atitudes são danosas, inconsequentes, imaturas;
  • Confio: nada é por acaso, as situações estão lá porque fazem parte de você;
  • Sou grato: não existem problemas, existem situações, que podem ser favoráveis ou não. Cabe a você para superar e evoluir;
  • Trabalho honestamente: seja honesto se quer que os outros sejam honestos com você. Respeite se quer ser respeitado, nada mais;
  • Sou bondoso: é o dormir com a consciência tranquila à noite. Se bem que há pessoas tão cansadas de si que não possuem consciência disso.

Estou rascunhando este desabafo há alguns meses, depois de uma discussão entre reikianos sobre aderir à tal greve geral ou não. Também foi um assunto recorrente na faculdade e mesmo no trabalho. O pessoal que busca algo além do mundano acaba por não saber como reagir nestas horas. Oras, buscar um conhecimento profundo não significa ignorar a realidade, digamos, mundana. É justamente ligar as duas pontas: a sabedoria, digamos, profunda deve fazer parte do cotidiano - e mesmo inspirar outras pessoas.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Ao clicar em enviar, aparecerá uma caixinha de confirmação.