terça-feira, 5 de novembro de 2019

Como ter um blog - Monetização


E para encerrar a série: como ganhar dinheiro com o blog? Isso é possível? Bom, possível é, mas não da forma como muitos imaginam. Fazendo uma comparação, um youtuber tende a ganhar dez vez mais que um blogueiro com cerca de um décimo do esforço que este faz. É possível viver de blog? Se na época áurea dos blogs era difícil, imagine agora - nem precisa responder que não.

Claro, dá para ganhar uma graninha extra com blog, através de alguns recursos. Contudo, penso que isso é uma consequência de um trabalho bem feito, e não um objetivo a ser almejado em si. Na maioria das vezes, compensa mais ter um bom emprego e trabalhar com o blog apenas nos momentos de folga. Para um blog profissional, ou mesmo um blog de empresa, a monetização vem com o próprio trabalho, então não há o que ser dito aqui para este caso.

O recurso mais popular para um blog ganhar dinheiro é o AdSense do Google. Você instala no blog um espaço para anúncios e vai recebendo conforme as pessoas vão clicando neles. Pedir para que o leitor clique no anúncio é passível de punição. Note que no YouTube não pedem para clicar no anúncio, apenas para interagir com o vídeo - não sei se por conta dessa regra ou por conta do meio de pagamento.

Geralmente os anúncios exibidos, apesar de relacionados ao tema do blog, não são relevantes. Muitos, inclusive, podem levar a páginas com vírus - pelo menos dão esta impressão. Ao contrário do que dizem, no entanto, eles não "poluem a página": depende da edição feita no espaço onde serão exibidos. Inclusive você pode cadastrar o blog no AdWords para tê-lo veiculado no AdSense de outros blogs e sites - claro que a um determinado preço.

Outro recurso são as comissões de sites, como Amazon, livrarias, etc. Quando o leitor clica e faz uma compra através de um link específico, o blogueiro ganha uma comissão, seja em desconto a ser utilizado no site, seja em dinheiro. Há a possibilidade montar uma "loja virtual" com os produtos do site e ganhar uma comissão com os itens vendidos, como Natura e no Magazine Luiza.

Antigamente havia empresas que enviavam seus produtos para que os blogueiros testassem e fizessem resenhas sobre. A empresa ganhava em ter seu trabalho divulgado fora dos meios de propaganda convencionais e o autor ganhava visibilidade pelo assunto da postagem e o produto em si. Lembro que nessa época alguns blogueiros reclamavam que esse tipo de coisa não deveria ser negociada, já que a tendência era que a resenha fosse apenas bajulação e não uma crítica honesta.

O blogueiro pode criar seu próprio produto e loja: um livro, um serviço, um curso. No entanto, isso deve ser pensado ao longo dos anos e não para um blog que está no começo. Lembre-se de que você cria um compromisso com o blog: é mais sensato manter apenas as postagens do que inventar projetos que não pode cumprir.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Ao clicar em enviar, aparecerá uma caixinha de confirmação.