Postagens

Mostrando postagens de setembro, 2021

O Capitalismo não é selvagem, mas as pessoas sim

Imagem
Não existe um sistema político-econômico perfeito, tendo em vista que as pessoas não o são. Tudo tende à entropia, ao caos, sobretudo se não houver um esforço genuíno em vista do crescimento e da ordem (cosmos - de onde surgiu a palavra cosmética). Acredito que pessoas evoluídas podem viver bem em qualquer sistema político, pois se pensaria no outro sem fins egoísticos. O grande problema desses sistemas é o desejo de poder escondido sob uma aparência de ordem - ou mesmo de harmonia. É praticamente impossível pensar nisso sem pensar no clichezão do que foi o Socialismo no século XX: tirania e miséria em nome de uma pretensa igualdade. Este nunca foi o objetivo, e nunca será, vide países socialistas, em situação de miséria extrema ou em vias de. Nem é necessário lembrar-se de uma de suas mutações, o progressismo, que é a perseguição ferrenha a pensamentos divergentes, chegando à irracionalidades que não são questionadas por pavor dos perseguidores. Como historiadora, devo esclarecer a

Não espere pela justiça divina

Imagem
Antes de tudo, deve-se entender que a justiça divina não é um julgamento no qual todas as pessoas passarão após morrer, sendo punidas ou não pelos seus feitos. Talvez possa acontecer? Talvez. O fato é que deixar uma injustiça acontecer porque "a justiça divina irá dar a devida punição" é tirar a própria responsabilidade sobre e projetá-la em algo considerado inacessível. Apelar para esse jargão tornou-se comum nos dias atuais, quando as coisas parecem não ter solução prática. Problemas estruturais demandam mudança de perspectiva, de preferência a nível coletivo, sendo este algo extremamente difícil de acontecer. Pessoas que tomam consciência da situação acabam por sentir-se nadando contra a maré, como se lutassem uma batalha já perdida. Injustiças ocorrem o tempo todo, e parece que hoje em dia ocorrem de forma escancarada. Pensar de forma mais racional tornou-se algo abominável para algumas pessoas, enquanto o relativismo niilista é apresentado como evolução espiritual. O