Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2022

Paulo Freire e os "contatinhos"

Imagem
Estudando (mais uma vez!) a vida e obra de Paulo Freire (pra que isso, meu Deus?), percebe-se que sua ascensão nos círculos intelectuais deu-se não pelo mérito de seu trabalho, já que sua obra ainda não havia sido consolidada, mas um projeto que teria "dado certo", mas pelos "contatinhos": pessoas que, em altos cargos públicos e políticos, deram-lhe não só oportunidades, mas construíram a imagem de grande intelectual cristão de esquerda. A parte principal de sua obra, que começa a ser escrita após a experiência de Angicos, é fraca. A única "inovação", se é que pode ser chamada assim, é a introdução da ideologia política no processo de formação intelectual do aluno - algo bem-recebido pelo movimento progressista em todo o mundo, rendendo-lhe prêmios não pelo valor educacional, mas pelo serviço prestado à causa. Uma simples pesquisa mostra que a teoria pedagógica de Paulo Freire é um amálgama de teóricos consagrados e, muitas vezes, sem as devidas referên