Simplesmente herói

Herói é aquele que transcende a experiência humana, é aquele que vai além. Ele abre o caminho para que as outras pessoas prossigam, às vezes ao custo de si mesmo. Contudo, o herói não deixa de ser uma pessoa comum, com sua rotina, seus medos, seus sonhos, com um diferencial: ele toma atitude na hora necessária. Necessária por ser aquele momento em que algo deve ser feito, para não ser hipocritamente lamentado depois.

Isso que transcende a experiência humana da sua rotina e que hoje em dia tem sido mais solapado que o normal. As pessoas são condenadas por tomar atitude, principalmente se aquela atitude muda o status quo ou traz a realidade à tona. A imagem de um super-herói humanizado faz parte dessa estratégia: apreciar seus defeitos (ou mesmo criar distúrbios) em detrimento de seu caráter e de suas realizações faz com que as pessoas tornem-se cada vez mais medíocres, e a vida mais sem-graça.

Deve-se entender uma coisa: nem sempre o herói sabe o que está fazendo. Ele apenas faz, porque é o que deve ser feito. Isso é fé. Essa fé que transmite segurança às outras pessoas e faz com que estas confiem no herói - e que permite que tudo dê certo, no final das contas. O herói é aquela pessoa diferenciada que inspira outras pessoas a sê-lo.

A esperança do herói não é a de que ele irá aparecer triunfalmente na hora em que é convocado, mas que a pessoa saberá fazer o que é necessário na hora necessária, independente do que digam ou mesmo do que façam para atrapalhar. Essa é a fé de que tanto se fala mas poucos realmente a têm, e quando têm são criticados. Isso que desperta a esperança de dias melhores.

Comentários